domingo, 28 de fevereiro de 2016

Mini Guia para o CEAEC e Cognópolis ou A Foz Conscienciológica

Nota:
Este material está sendo liberado provisoriamente para apreciação. Aceita-se sugestões e comentários.  

Duas  placas de sinalização turística localizada nos dois sentidos, próximo à esquina da Avenida das Cataratas com a Avenida Iguaçu, bairro Vila Yolanda, avisam que está próximo o acesso à Conscienciologia. E o que é isso? É simples. A placa está mostrando a direção para o Centro de Altos Estudos da Conscienciologia – CEAEC. A conscienciologia estuda a consciência – um fenômeno multidimensional que recebe o nome popular de gente, pessoa. Você é uma consciência. Tecnicamente falando você é uma “consciência intrafísica” quer dizer uma consciência que vive no ambiente físico.   


Consciência intrafísica recebe o nome de “conscin” para diferenciá-la das outras consciências que estão no extrafísico, as “conciex”. Antes de chegar ao planeta como conscin você era uma consciex. Uma das características da ciência que estuda a consciência, tanto conscin como consciex é o vocabulário novo para dar distância entre os conceitos existentes e a proposta nova. Você não vai correr se eu disser que há muitas “consciexes” na sala. Mas muita gente vai correr se eu disser que há “muitos espíritos” ou fantasmas. A consicienciologia se interessa e estuda detalhadamente este maravilhoso fenômeno humano multidimensional que somos nós com nossos desafios, problemas, alegrias e misérias.

Parte da proposta da organização é oferecer ferramentas para o entendimento do ser humano (consciência) sem fantasias e sem ilusões. Conscin é conscin. Não existe conscin brasileira, conscin paraguaia, conscin japonesa, conscin sem-teto, sem-terra, conscin negra, conscin pobre, conscin masculino ou conscin femenino, conscin gay.   Essas identificações são parte das  identificações passageiras. São características que as conscins assumem  para viver no intrafísico  enquanto estão neste veículo de manifestação chamado soma (corpo).

Do espiritismo
O propositor da Conscienciologia, Waldo Vieira (1922 - 2015) foi um "médium" companheiro de Chico Xavier com quem psicografou vários livros. Foi do ambiente das psicografias de onde vieram as sugestões de que seria possível o acesso à dimensão extrafísica (espiritual) sem a necessidade da intermediação de um "médium". Waldo Vieira sugeria a leitura do livro "Evolução em dois Mundos" para entender isso. Chico Xavier permaneceu fiel ao modelo "psicográfico intermediado por médium" baseado na missão ou tarefa da consolação (TACON) e Vieira, partiu para a pesquisa tendo como missão e fim a tarefa do esclarecimento (TARES). Isso levou à proposta da "projeciologia" ou seja a "projeção" consciente da consciência para fora do corpo físico como primeira ferramenta, possibilitando acessar vivências e informações nessas "viagens astrais". A projeciologia foi a primeira especialidade da conscienciologia. Quando o CEAEC foi fundado em Foz do Iguaçu em 2005, a lista de subespecialidades da conscienciologia passava de 70. Hoje, ao todo, são 519 subespecialidades que vai de acidentologia até a zooconviviologia. A menina dos olhos atual do CEAEC é a Enciclopédia da Conscienciologia que está em construção por centenas de pesquisadores voluntários de maneira coletiva e colaboracionalista. Tendo dito isso, comecemos a visita ao Mundo do CEAEC. 

Cognópolis 

Complexo CEAEC
 Holociclo, abaixo, laboratórios conscienciais,centro.
Tertuliarium no extremo superior

Cognópolis é o nome de um dos mais novos bairros de Foz do Iguaçu. É uma bairro que nasceu de uma instituição. O primeiro sinal de que a "Região Rural 12", conhecida então como Tamaduazinho esperava coisa grande apareceu em 1997 quando o então prefeito Harry Daijó sancionou uma lei que criou a Rua da Cosmoética. Rua de quem? Da Cosmoética! Há mais de dois mil anos a humanidade tenta entender e praticar a "ética", sem muito sucesso. E, do nada, Foz do Iguaçu lança para o mundo a ideia de “cosmoética”. Quer dizer, uma ética válida neste mundo (dimensão) e em qualquer outro mundo ou dimensão do universo
Instalado na Rua Cosmoética, estava o CEAEC, até então conhecido como Centro de Altos Estudos da Consciência. Em 2007, de novo, a Câmara de Vereadores aprovou e o então prefeito Paulo Mac Donald sancionou mais uma lei. Desta vez, a que criou a Cognópolis, (do grego Cidade do Conhecimento) – o mais novo bairro de Foz do Iguaçu medindo 7 milhões de metros quadrados de área. Destes, 1,7 milhão de metros quadrados correspondentes ao Centro de Altos Estudos da Conscienciologia (CEAEC).  Quem mora em Cognópolis é um cognopolitano. As coisas do bairro são geridas por um Conselho composto por 500 pessoas - o Conselho dos 500, eleitos segundo princípios da Democracia Pura, Não há presidente de bairro.        
Balneário Bioenergético
Em um dos acesso ao bairro encontramos esta "indicação" que aponta para o (hotel) Mabu Interludium Iguassu Convention e para a Cognópolis aqui chamada de "Balneário Bioenergético". O nome quer dizer que o lugar é rico em energias  imanentes provenientes da água, terra, da flora, ar e outras energias da Natureza.

Aleia dos Gênios da Humanidade 
ou o "Corredor polonês"
Uma fileira de gênios da humanidade

Este é o Caminho da Lógica ou  a "Aleia dos Gênios da Humanidade". Segundo o dicionário uma aleia é "um passeio com árvores ou arbustos dispostos, lado a lado, em fileira". A foto é a Aleia dos Gênios do CEAEC. Além da vegetação que cresce em ambos os lados. Você vai ver uma série de bustos montados em pedestais. O corredor-aleia liga o Holociclo ao Tertuliarium. A aleia é chamada também de Alameda do conhecimento; Caminho do Saber; Corredor Multicultural. Em uma entrevista com Waldo Vieira logo no lançamento da aleia quando havia ainda menos de duas dezenas de bustos, ele disse: "Isso é um corredor polonês" do conhecimento humano. "Dicionaristicamente" falando um corredor polonês "é uma forma de castigo físico em que um indivíduo deve passar correndo entre duas fileiras de pessoas que lhe executam agressões físicas". É o que acontece com a gente, no bom sentido, quando se passa pelo corredor do conhecimento. Hoje há mais de 100 bustos e a meta é chegar a 400. Para pensar confira ESTA LISTA dos gênios da Aleia do CEAEC. Sugestão: veja a lista antes de passar pelo corredor. 



Holociclo 

Parte da Holoteca , no Holociclo Dentro dele, funciona o que Waldo Vieira chamou de "incubadora de autores" da conscienciologia e onde desde 2000 acontecem pesquisas de ponta sobre a consciência. É também o centro de trabalho e produção da Enciclopédia da Conscienciologia obra iniciada em 1998 dedicada ao estudo aprofundado da personalidade humana do ponto de vista multidimensional – além da dimensão física na qual vivemos.



O Holociclo mantém três coleções principais: a Lexicoteca, que reúne cerca de 5100 dicionários idiomáticos e temáticos e a Hemeroteca com  jornais e revistas das principais capitais brasileiras e  do exterior totalizando mais de 650 coleções de periódicos diferentes. Porém destaco a coleção de mais 400 mil recortes de jornais e revistas  e a há ainda a Encicloteca, com dezenas de enciclopédias. Fornecem suporte também às pesquisas do Holociclo outras 275 coleções de artefatos do saber do CEAEC. 


Vale a pena entender a importância dada às matérias jornalísticas selecionadas para o recorte. Se você conseguir entender o por quê dos recortes, você terá uma ideia nova sobre a "humanidade". O que passa batido quando se lê o jornal somente no contexto diário. A seleção dos recortes é  feita por meio da técnica do Cosmograma, utilizada para relacionar o assunto das matérias às temáticas da Conscienciologia. Tudo vai para a enciclopédia (VER ABAIXO) que está sendo feita por 232 voluntários.



Holoteca

A Holoteca  é um edifício que visto do ar parece serpentear na área rural de Foz do Iguaçu. Holoteca vem do grego: "holos" - total, inteiro, completo; e "theke" - coleção. A Holoteca possui em exposição de 691.115 itens entre objetos e livros escritos em 20 idiomas, provenientes de 54 países além de filmes, selos, moedas, conchas, fotos, registros sobre personalidades e invenções que se destacaram ao longo do tempo. Todo esse acervo cultural de valor inestimável está classificado em 276 coleções de artefatos do saber (tecas). A Biblioteca, com 82.106 obras, Gibiteca, com 30 mil revistas em quadrinhos de 22 países e em 16 idiomas, a Periodicoteca reúne periódicos técnico-científicos publicados por mais de 100 instituições de ensino superior, nacionais e internacionais e a seção de Periódicos do Mundo Inteiro. Possui ainda Filatelioteca (selos), Numismatoteca, (moedas), notas e objetos mone­tiformes; a Conquilioteca (conchas) e a Sinoteca, coleção dos artefatos do saber relacionados à China, incluindo livros, fotos e obras de arte.

Nota: A Holoteca – centro de documentação da Conscienciologia ou megacentro dos artefatos do saber – está aberta diariamente ao público para visitação das 9 às 19 horas. Há exposições permanentes e temporárias.


Enciclopedia 

www.conscienciologia.org.br/publicacoes


Laboratórios
 

Em umas das publicações deste blog feita em 2007, propus mais de 100 "coisas" que se pode fazer na  TriFron. Uma delas foi alugar um laboratório da  Conscienciologia. Os laboratórios  são "locais tecnicamente preparados para a realização de experimentos de autopesquisa". Entendeu? Você é o pesquisador e o pesquisado. O primeiro Laboratório do CEAEC foi inaugurado em setembro de 1997 com a proposta de pesquisa da "Técnica da Imobilidade Física Vígil". Hoje são 17 cada um com finalidade específica. Confira a lista: 

1. Acoplamentarium
 2. Auto-organização
 3. Cosmoética
 4. Cosmograma
 5. Despertologia
 6. Dupla Evolutiva
 7. Estado Vibracional
 8. Evoluciologia
 9. Imobilidade Física Vígil
10. Mentalsomática
11. Paragenética
12. Pensenologia
13. Proéxis
14. Retrocognições
15. Sinalética Energética
16. Técnicas Projetivas
17. Tenepes


Um auditório chamado 'Tertuliarium'
Tertuliarium visto de fora

Interior do Tertuliarium
onde acontecem palestras e debates diários
 Uma tertúlia, na linguagem diária é uma reunião de amigos. O Tertuliarium é um auditório com capacidade de abrigar 362 pessoas  sentadas. Tem a capacidade de 362 lugares sentados. É o primeiro argumentarium do planeta. Lá se desenvolve um "laboratório do argumento", dando destaque para a importância evolutiva da consciência se "posicionar sobre os assuntos, sobre si, a vida e o cosmos" sem cair nos truques da oratória como a:

(1) Aporia: embaraço, constrangimento intelectual. (2) Dogmática: uso de dogmas na argumentação; falta de criticidade. (3) Erística: competição pelo melhor argumento. (4) Maiêutica: "encantoamento". (5) Persuasão: convencimento. (6) Sofismática: argumentação ilusória. (7) Eloquência: circunlóquios verbais arrogantes. (8) Retórica: a forma em detrimento do conteúdo. (9) Oratória: o verbo sem contexto, sem energia, deslocado. Quer dizer, os especialistas nestas ciências não vão impressionar a ninguém no primeiro Tertuliarium do Planeta.


    Polo Discernimentum

    O Polo Conscienciocêntrico Discernimentum, é uma entidade fundada em 2007 que serve como um Centro Administrativo do bairro Cognópolis, com características de cooperativa. Complexo Institucional com 20 salas comerciais,  auditório, com capacidade para 357 pessoas sentadas, praça de alimentação com cantina e restaurante. Conta ainda com moradias para voluntários da Conscienciologia. As empresas e atividades no Polo agregam segmentos das áreas de educação, pesquisa, ciência, empreendedorismo, cultura e entretenimento, saúde, segurança, ecologia e turismo, fundamentados no Paradigma Consciencial. O espaço busca catalisar a sinergia grupal (mais do que trabalho em equipe) de todos os cognopolitas, que interagem positivamente através do convívio produtivo, multimodo, constante, integrativo e intercooperativo a partir da Cognópolis em Foz do Iguaçu. Nesse sentido, o Discernimentum é um pplo de união de todas as instituições e voluntários cognopolitas. O Discernimentum é um modelo de gestão conscienciológica inédita, em constante movimento de aprimoramento, visando contribuir para o estabelecimento de novas Cognópolis e campi conscienciológicos no planeta.



    Projetos futuros 

    Megacentro Cultural

    O Megacomplexo Cultural Holoteca da Cognópolis, também Centro Cultural Holoteca, ou simplesmente Megacentro Holoteca, é um espaço cultural a ser construido em Foz do Iguaçu, que abrigará salas de exposições, um teatro-auditório coberto, palco externo para eventos ao ar livre, uma holoteca e área de alimentação. O projeto foi assinado em setembro de 2008 e entregue por volta do mesmo ano pelo arquiteto Oscar Niemeyer e, segundo divulgado, já está em execução desde o começo de 2012. O projeto foi desenvolvido gratuitamente por Oscar Nienmeyer, por intercessão de Maria Estela Kubitschek. Também participam do projeto de construção o diretor-geral da Itaipu Binacional Jorge Samek e o engenheiro José Carlos Sussekind.
     

    A construção do Megacentro Holoteca tem como propósito expandir o acervo da atual Holoteca e inseri-la  no contexto turístico de Foz do Iguaçu, como oferta de cultura e conhecimento gratuitos, transformando o bairro Cognópolis, em contraste às Cataratas do Iguaçu, em um polo turístico e cultural de repercussão a nível nacional.

    O que terá: Biblioteca pública, Teatro-Auditório multiuso (coberto), para cerca de 700 pessoas; Palco externo para eventos ao ar livre, para até 10 mil pessoas; Sala de leitura com acesso à internet; Sala de exposição permanente Oscar Nienmeyer; Sala de exposição multicultural; Salas multiuso e Holoteca:  

    Villa Conscientia 
    A nova meta é a construção da Villa Conscientia que terá uma área residencial e outra comercial. A área comercial incluirá um complexo cultural que incluirá um teatro e a futura holoteca pois a primeira holoteca ficou pequena. O projeto da Villa Conscientia faz lembrar o conceito de cidade de Lúcio Costa, onde asas dividem a cidade e seus setores, como em Brasília. O projeto do complexo cultural foi assinado por Oscar Niemayer. Todo o projeto idealizado pelo médico e pesquisador Waldo Viera já tinha ultrapassado a casa dos US$ 13 milhões. Agora, os investimentos já apontam para mais US$ 20 milhões. 


    Hotel
    Em outubro de 2014, Cognópolis inaugurou um hotel com capacidade para 300 leitos. O Mabu Interludium Iguassu Convention foi construído pela Associação Internacional para a Expansão da Conscienciologia (AIEC) e a operação é da Rede Mabu de Hotéis. Ele atende não apenas os visitantes, estudantes e pesquisadores do CEAEC mas o público em geral, eventos e convenções de empresas e lazer familiar. A renda do hotel após a remuneração dos investidores será revertida para a construção da Vila Conscientia e do futuro Megacentro Cultural. Mais informações e reservas do hotel neste site.

    Tours do CEAEC
    Uma agência de Turismo localizada no Hotel Mabu Interludium Iguassu Convention tem pessoal treinado para vistas ao CEAEC

    Para visitar o CEAEC
    Para visitar o Ceaec, não é preciso marcar hora. O atendimento, diariamente (inclusive aos domingos), é das 9h às 17h. O visitante, do Brasil e exterior, poderá conhecer a estrutura do campus, imersa em meio à natureza, e todas as atividades ali desenvolvidas, inclusive os acervos e exposições multiculturais.


    O Tertuliarium tem palestras e debates entre 9h e 11h, com participação de Waldo Vieira, também diariamente. E das 12h30 às 18h, quando voluntários apresentam os trabalhos que desenvolvem e participam de discussões. Os debates são transmitidos pela internet.



    Loja e livraria
    Na recepção há uma livraria, café. Vale a pena a visita para sentir o ambiente.


    Como chegar:
    CEAEC 
    Rua da Cosmoética, 1511, Cognópolis (Ex-Tamanduazinho, Tamandua'í)

    * De taxi
    * Via transfer com agência de sua escolha
    * De ônibus do transporte coletivo da cidade: pegar o ônibus da linha 380 que parte do TTU com destino ao 'Centro de Pesquisa

    Contato
    Telefone: (55) 45-35252652

    www.tertulia.conscienciologia.org

    E-mail: ceaec@ceaec.org.br

          

    3 comentários:

    Sandra Damer disse...

    Muito tudo esclarecedor!
    Bem legal para quem, assim como eu, está indo a Foz pela segunda vez e desta vez para conhecer a Cidade do Conhecimento e aprofundar os estudos da Conscienciologia. =)

    Valdir do Nascimento disse...

    Parabéns, Jackson! Aprendi bastante para saber o que é e me interessar em conhecer o local!

    CCLM disse...

    Valeu Jackson
    estou escrevendo um livro sobre foz e pretendo citar o CEAEC e também a sua contribuição...
    aguarde

    LinkWithin

    Related Posts with Thumbnails

    Hora no Paraguai incluindo CDE

    Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região